Regime de verdade e manifestação da verdade: das práticas de governo à direção da conduta do homem em Foucault.

Autores

Palavras-chave:

Regime de verdade, Manifestação da verdade, Poder, Saber

Resumo

O objetivo do artigo é compreender o deslocamento que Foucault faz de um discurso de verdade para uma manifestação da verdade, atribuindo um conteúdo “positivo e diferenciado”, como ele afirma no curso Do Governo dos Vivos, aos termos poder e saber. Para tanto, analisaremos, inicialmente, a partir dos cursos Segurança, Território e População e Nascimento da Biopolítica, o objeto e o método de pesquisa definidos por Foucault para o estudo das práticas de governo a partir do século XVIII, bem como a articulação entre regime de verdade e a pesquisa genealógica. Em seguida, veremos, no curso Do governo dos vivos, como o regime de verdade se recompõe de maneira significativa a partir de uma nova perspectiva de análise sobre a relação poder-saber, para a qual Foucault passa a considerar a manifestação da verdade. Este percurso é importante porque permite compreender a passagem dos estudos de Foucault das práticas de governo para o da direção da conduta do homem.

Referências

CANDIOTTO, Cesar. Subjetividade e verdade no último Foucault. Trans/Form/Ação, (São Paulo), v.31(1), 2008, p.87-103.

DEFERT, D. Chronologie. Dits et écrits I, t. I. Paris: Gallimard, 1994, p. 13-64.

FOUCAULT, M. Sécurité, territoire, population. Cours au Collège de France,1977-1978. Édition établie par François Ewald et Alessandro Fontana, par Michel Senellart. Paris: Gallimard/ Seuil, 2004a.

FOUCAULT, Michel. L'Herméneutique du sujet. Cours au Collège de France, 1981-1982. Édition établie par François Ewald et Alessandro Fontana, par Frédéric Gros, Paris: Seuil/Gallimard, 2001.

FOUCAULT, M. Naissance de la biopolitique. Cours au Collègede France,1978-1979.Édition établie par François Ewald et Alessandro Fontana, par Michel Senellart. Paris: Seuil/Gallimard, 2004b.

FOUCAULT, M. Les anormaux :cours au Collège de France (1974-1975). Paris: Gallimard/ Seuil, 1999

FOUCAULT, M. Surveiller et Punir. Paris: Gallimard, 1975.

FOUCAULT, M. Segurança, Território e população. Curso no Collège de France (1977-1978). Tradução Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, M. O nascimento da biopolítica. Curso no Collège de France (1974-1975). Tradução Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, M. Naissance de la biopolitique. Cours au Collège de France (1978-1979). Paris: Gallimard, 2004.

FOUCAULT, M. Do governo dos vivos. Curso no Collège de France (1979-1980). Tradução Eduardo Brandao. Martins Fontes, 2014.

FOUCAULT, M.Qu'est-ce que la critique? Critique et Aufklärung. Bulletin de la Société française de philosophie, Vol. 82, no 2, pp. 35 - 63, avr/juin 1990 (Conferência proferida em 27 de maio de 1978). Tradução de Gabriela Lafetá Borges e revisão de Wanderson Flor do Nascimento. Disponível em: http://michel-foucault.weebly.com/uploads/1/3/2/1/13213792/critica.pdf

FOUCAULT, M. Foucault (n. 345). Dits et écrits IV. Paris: Gallimard, 1994.

FOUCAULT, M. Foucault. Ditos e escritos V. Ética, sexualidade, política. Organização, seleção de textos e revisão técnica Manoel Barros da Motta ; tradução Elisa Monteiro. Inês Autran Dourado Barbosa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006.

FOUCAULT, M.Les rapports de pouvoir passent à l’intérieur des corps (n. 197). Dits et écrits III. Paris: Gallimard, 1994.

FOUCAULT, M. As relações de poder passam para o interior dos corpos. Ditos e escritos IX. Genealogia da ética, subjetividade e sexualidade. Organização, seleção de textos e revisão técnica Manoel Barros da Motta; tradução Abner Chiquieri. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.

FOUCAULT, M. La fonction politique de l'intellectuel (n. 184). Dits et écrits III. Paris: Gallimard, 1994.

FOUCAULT, M. A função política do intelectual. Ditos e escritos VII. Arte, epistemologia, filosofia e história da medicina. Organização e seleção de textos Manoel Barros da Motta; tradução Vera Lúcia Avellar Ribeiro. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2011.

FOUCAULT, M. 281 Entretien avec Michel Foucault (N. 281). Dits et écrits IV. Paris: Gallimard, 1994.

FOUCAULT, M. Les intellectuels et le pouvoir (n. 106). Dits et écrits II. Paris: Gallimard, 1994.

FOUCAULT, M. Os intelectuais e o poder. Ditos e escritos IV. Estratégia, poder-saber. Organização e seleção de textos Manoel Barros da Motta; tradução Vera Lúcia Avellar Ribeiro. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006.

FOUCAULT, M. Entretien avec Michel Foucault (n. 192). Dits et écrits III. Paris: Gallimard, 1994.

FOUCAULT, M. Entrevista com Michel Foucault. Ditos e escritos IX. Genealogia da ética, subjetividade e sexualidade. Organização, seleção de textos e revisão técnica Manoel Barros da Motta ; tradução Abner Chiquieri. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.

FOUCAULT, M. Le discours de Toul (n. 99). Dits et écrits II. Paris: Gallimard, 1994.

FOUCAULT, M. O discurso de Toul. Ditos e escritos X. Filosofia, diagnóstico do presente e verdade. Organização, seleção de textos e revisão técnica Manoel Barros da Motta ; tradução Abner Chiquieri. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.

LORENZINI, Daniele. "What is a 'Regime of Truth'?", in: Le foucaldien, 1/1 (2015), DOI: 10.16995/lefou.2. Disponível em: https://michel-foucault.com/2013/10/31/what-is-a-regime-of-truth-2013/

SENELLART, Michel. A Crítica da Razão Política em Michel Foucault. Tempo Social. Re- vista de Sociologia da USP, São Paulo, N. 7, 1995.

VEYNE, Paul. Commente on ecrit l`histoire. Paris: Seuil, 1971.16. Smith, A. (2006). Riqueza das Nações. Londres: Fundação Calouste Gulbenkian.

Downloads

Publicado

12-12-2020

Como Citar

Temple , G. C. . (2020). Regime de verdade e manifestação da verdade: das práticas de governo à direção da conduta do homem em Foucault. Revista Sol Nascente, 9(2), 03–25. Obtido de http://revista.ispsn.org/index.php/rsn/article/view/22