APLICAÇÃO DAS METODOLOGIAS ACTIVAS NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA NO ENSINO PRIMÁRIO NO MUNICÍPIO DO GOLUNGO ALTO/ANGOLA

Autores

Palavras-chave:

Metodologias activas, aprendizagem significativa, Ensino Primário, Língua Portuguesa, Angola

Resumo

A nossa pesquisa possibilitou-nos averiguar que no Golungo Alto ainda se encontram professores que orientam o processo de ensino-avaliação-aprendizagem de forma descontextualizada da vida dos estudantes. O presente artigo tem como objectivo analisar os factores endógenos e exógenos que levam os professores do Complexo Escolar nº 1006-Cacolombolo a não utilizarem as metodologias activas no ensino da Língua Portuguesa. A pesquisa é qual-quantitativa. Servimo-nos do procedimento técnico bibliográfico. Para a recolha de dados, utilizamos as técnicas de observação e o inquérito por questionário. Fizeram parte da população 20 professores. Os resultados da pesquisa apontaram que os professores apresentam inúmeras dificuldades na aplicação das metodologias activas nas aulas de Língua Portuguesa. Assim, para amenizar esta problemática é fundamental que se dê mais atenção e importância na formação inicial e contínua dos professores e que a formação contínua parta dos problemas que os professores vivenciam durante as suas práticas educativas e que as Zonas de Influência Pedagógica valorizem mais a Pedagogia da Cooperação.

Referências

EFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Afonso, M. (2022). Pecados Mortais No Ensino, Na Avaliação E Na Aprendizagem. Luanda:Mensagem Editora, 2ªedição.

Alvarenga, A. E. M. (2012). Metodologia da Investigação Quantitativa e Qualitativa. Trad. Cezar Marilhas. 2ª edição. Paraguai: Assunção.

Angola. (2023). Decreto Presidencial nº162/23, Regime Juridico do Ensino Geral. Diário da República, nº142, Isérie de 1 de Agosto. Luanda, Imprensa Nacional.

Azevedo F. (2015). Metodologia da Língua Portuguesa. Lisboa: Plular editores:

Bacich, L. & Moran, J. (2018). Metodologias Activas Para Uma Educação Inovadora.[pdf].Disponível em https://edisciplina.usp.br.

Festas, M. I. F. (2011). Compreensão de Textos e Métodos Activos. Revista Portuguesa de Pedagogia. Extra-série, 225-233.

Freire, P. (2002). Pedagogia da Autonomia- Saberes Necessário a Prática Educativa. São Paulo: Paz e Terra.

Gil, A.C (2002). Como elaborar projectos de pesquisa.. São Paulo: Editora Atlas, 4ª edição.

Haydt, R.C. (2012). Curso de Didáctica Geral. São Paulo: Editora Ática, 8ª ed.

Kavela, P.C. (2018). A influência da criatividade dos professores no processo de ensino-aprendizagem na 1ª classe, no âmbito da reforma educativa nas escolas primárias do Cazengo, província do kwanza- norte / angola, no ano lectivo 2015. (Dissertação). Assunção:Universidade Autónoma de Assunção-Faculdade de Comunicação e Humanidades Maestria em Educação.

Libânio, J. C. (2006). Didáctica. São Paulo: Cortez editora.

Marconi, M.A. & Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos de metodologia científica..São Paulo: editora Atlas S.A, 5ª Edição.

Mello, A. F. et al. (2019). Problematizar e Projectar Aulas de Português: As Metodologias Activas Como Estratégias Potencializadoras.Revista Philologus, Ano 25, nº75. Rio de Janeira: Cifefil.

Mello,A. F. (2020). Caminhos Metodológicos Possíveis Na Formação Docente Em Letras: Metodologias Activas Na Disciplina De Síntaxe. Educação: Teoria e Prática/Rio Claro, SP/v.30 nº63.

Muaquixe, J. C. (2023). As metodologias ativas de aprendizagem: reflexões subsidiárias nas escolas do I ciclo em Angola. Njinga & Sepé: Revista Internacional de Culturas, Línguas Africanas e Brasileiras. São Francisco do Conde (BA), vol.3, nº Especial II, p.244-263, out. 2023.

Mulele, P.S. (2018). Contos Tradicionais e Tecnologias Digitais — Proposta para o contexto pedagógico em Angola. (Dissertação). Covilhã: Universidade Da Beira Interior-Artes e Letras.

Prodanov, C. C. & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas de pesquisa. Novo Hamburgo: editora Feevale, 2ª Edição.

Santos, G. F. (2020). Metodologias Ativas como Processo de Processo de Aprendizagem Signifivativa no Ensino Básico. Disponível em http: www.monografia.com.br (pdf) Acesso em 21 de Abril de 2022.

Sousa, R.M.S (2021).Metodologias Activas Para O Ensino-Aprendizagem Da Língua Portuguesa: Propostas Para Os Finais Do Ensino Fundamental. Dissertação. Uberlândia: Universidade de Uberaba.

Downloads

Publicado

27-04-2024

Como Citar

MATEUS, F. L. (2024). APLICAÇÃO DAS METODOLOGIAS ACTIVAS NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA NO ENSINO PRIMÁRIO NO MUNICÍPIO DO GOLUNGO ALTO/ANGOLA. Revista Sol Nascente, 12(3), 90–110. Obtido de https://revista.ispsn.org/index.php/rsn/article/view/290